segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Dublin: música

Como eu já disse anteriormente, Dublin é uma cidade muito musical, da terra de onde sairam Rory Gallagher, Thin Lizzy, U2, Cranberries, Enya não irá faltar lugares para você curtir música de boa qualidade - da tradicional irlandesa ao rock 'n roll.

Alguns locais com música e muito mais: The International Bar, The Sugar Club, JJ Smiths, The Button Factory, The Academy, The Village, Bruxelles. No site Dublin.info há mais venues com informações sobre eles (in English, of course).

Em muitos deste lugares a entrada é gratuita, em Temple Bar , na Grafton Street e muitas outras ruas você encontrará muita música for free.

Bruxelles, na Henry St, uma transversal da Grafton Street
- a estátua do grande Phil Lynott

Rory Gallagher in the Wall of Fame


Rory Gallagher Corner in Temple Bar

buskers in Grafton Street



The Button Factory em Temple Bar, esta
entrada foi free


The Temple Bar in Temple Bar, free again



free music in Temple Bar


free again


and again


now in Grafton Street, still free

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Dublin: Temple Bar

Entre o rio Liffey e a Dame Street, no centro da cidade, fica a área mais agitada da cidade - Temple Bar. São pubs, cafés, teatros, músicos de rua (buskers), há sempre algo acontecendo. Há música ao vivo, quase em todo o lugar, e muitas vezes a entrada é livre. Há, também, a opção de pegar algo para beber e ficar nas ruas da região ouvindo os ótimos buskers.

Muitos se perguntam se é um lugar só para enganar turistas, definitivamente não, pois há grandes venues (locais com música), que estão entre os melhores da Irlanda, como por exemplo, The Button Factory ou  The Porterhouse.


Ha'penny Bridge sobre o rio Liffey


The Temple Bar é o mais famoso da Temple Bar -



- comidas,whiskeys, música tradicional ao vivo e muita,
muita cerveja



à direita, The Old Storehouse





o mais famoso Fish & Chips de Dublin -
  Leo Burdock (Est. 1913)






Halcyon Daze, boa música for free

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Dublin: Guinness Storehouse

Guinness Storehouse é o lugar para conhecer tudo sobre "the black stuff", ou seja, a cerveja Guinness.

O formato do prédio é de um copo (pint) gigante de Guinness. São 7 andares para você viver a Guinness Experience. Você visita no seu próprio ritmo, pois não há um guia para acompanhá-lo.

Deste o térreo, como uma calorosa recepção, onde você receberá gratuitamente o seu audio guide (em diversas línguas) até o Gravity Bar, no último andar, onde você irá tomar seu free pint of Guinness num ambiente que lhe proporcionará uma visão de 360° de Dublin. Não esqueça de levar um documento para pegar o audio guide, e no bar do 7º andar,  para os que não querem cerveja, há refris e água mineral.

Nos andares intermediários, você terá: como é todo o processo de fabricação, as propagandas da Guinness, o Drink IQ Quiz (um teste para ver se você entende do assunto), a chance de você servir o perfect pint, prove, também, os diversos tipos de Guinness - Guinness Draught, Guinness Extra Stout  e o Guinness Foreign Extra Stout.

Não esqueça que há o Brewery Bar, no 5º andar, onde você poderá provar a tradicional culinária irlandesa, com um toque de Guinness.

Na saída, como não poderia deixar de ser, há uma loja com tudo que você possa imaginar da Guinness: camisetas, posters, canecas, abridores, bonés, tem até uma lembrancinha com uma gota de Guinness para você dar para os amigos.

Verifique no site da Guinness Storehouse todos os detalhes para a sua visita. Para ir até lá eu usei o meu rambler ticket, veja no link os nºs dos ônibus e as outras opções de transporte. Há descontos para compras online e diversos tipos de ingressos, adultos, estudantes, família - as crianças também são bem-vindas.

Sláinte! (pronuncia-se algo como, slán-tchá,que quer dizer sáude, em irlandes, quando se faz um brinde)



calma, não é cerveja!

7 andares com escada rolante


ótima seção de anúncios


todos tipos de informações



video
Gravity Bar

muitas ofertas na "lojinha"

sábado, 12 de novembro de 2011

Transporte em Dublin

Céad Míle Fáilte, 'milhões de boas-vindas'. É assim que você será recepcionado em Dublin. Esta frase inicial está em gaélico, mas não se preocupe, lá, também, fala-se inglês. Na verdade você verá os dois idiomas por toda a parte, principalmente na escrita. 

Dublin é uma cidade extremamente musical, mais que Londres, basta caminhar pelas ruas para perceber. E o grande nome lá, não é o Bono com o U2, mas sim Phil Lynott do Thin Lizzy. Infelizmente Phil passed away e o Thin Lizzy tem, agora, uma outra formação, mas a sua música continua.

Dublin tem aproximadamente mil pubs, portanto opções não faltarão para tomar muitos pints of the black stuff, quero dizer, copos de cerveja Guinness - isto mesmo, lá é a terra dela. Inclusive visitar a sua fábrica e tomar um pint é um dos passeios imperdíveis da cidade.

Tem também, teatros, castelos, parques, catedrais, corridas de cachorros, museus, universidades. Mas, com certeza, uma das melhores coisas para se fazer, é passar um tempo com os amigos, conversando e divertindo-se, tanto isto é verdade, que eles têm uma palavra que significa isto tudo - the craic (diz-se de krek)

Mas vamos a que interessa - transporte em Dublin.

Do aeroporto (DUB) ao centro da cidade (An Lár) dentre as várias opções há, táxis, ônibus de linha, e o Aircoach e o Airlink

Táxi - depende de vários fatores a tarifa que você irá pagar, destino, dia da semana, horário e n.º pessoas.

Ônibus de linha - não recomendo. Somente são aceitas moedas. A tarifa depende da distância percorrida. E se você pagar a mais, não haverá troco, mas sim um recibo que você deverá trocar depois. Esqueça isto, você está de férias.

Aircoach - a tarifa de adulto é € 7,00 (ida) e € 12,00 (ida e volta). Para crianças (de 5 a 12 anos) € 1,00. Para menores de 5 anos é free. Você pode comprar os bilhetes no aeroporto ou direto com o motorista.

Airlink - as tarifas são adulto é € 6,00 (ida) e € 10,00 (ida e volta). Para as crianças € 3,00 (ida) e € 5,00 (ida e volta).

Eu escolhi o Airlink, pois como eu iria ficar 6 dias na cidade e iria usar, também, os ônibus comuns, eu comprei um rambler ticket (um passe de ônibus), para viagens ilimitadas, que incluía o o uso do Airlink.

Há várias opções de adult tickets (clique e veja). Além de você não se preocupar com moedas e troco, ele tem a grande vantagem de ser utilizado para quantidade de dias que você comprar, não consecutivos.

Por exemplo, no meu caso, eu iria ficar 6 dias na cidade, sendo assim no primeiro e último dia eu iria usá-lo para pegar o Airlink (para ir e voltar ao aeroporto). Então, comprei, por € 22,00, um Rambler 5 Day Adult  (não há para 6 dias). Como o seu uso é não consecutivo, em um dia destes 6 dias eu não o utilizei.

Resumindo, você pode comprar um passe de 5 dias e pode utilizá-lo durante 5 dias diferentes em um mês. Não há necessidade de ser em sequência.

No site Dublin Bus há informações detalhadas sobre este ticket e outros, como para famílias, crianças e estudantes.

Na saída do desembarque do aeroporto tem um posto de informações onde você pode comprá-lo, com dinheiro ou cartão de crédito.

Embora eu nunca use, há em Dublin aqueles ônibus de turismo que, com um preço fixo, percorrem os principais pontos turísticos da cidade. Há duas companhias a Irish Sightseeing Tours  e a Dublin Bus Tours - clique e veja maiores detalhes.

 Informações Turísticas, no aeroporto, 
onde você comprará seu passe de ônibus


Airlink, com o rambler ticket, você não paga nada

 ônibus de linha

sábado, 5 de novembro de 2011

Como é o tempo em Londres?

Frio e chuvoso, afinal, Londres é uma cidade cinzenta. Este é o estereótipo que muitos brasileiros gostam de afirmar. Tudo bem, no inverno londrino a cidade amanhece às 8:00 hs e o sol se põe a 16:00 hs e a temperatura oscila entre 2 a 8°C.

Mas no verão em Londres, as coisas são um pouco diferentes. Em julho amanhece às 4:50 hs e o sol se põe às 21:20 hs. Isto mesmo às 9 e 20 da noite, ou será do dia. A temperatura fica entre 14 e 23°C. Então, imagine como ficam os pubs e parques londrinos - há 7 mil pubs na Greater London e cinco Parques Reais: Green Park, St. James Park, Regent's Park, Hyde Park e Kensington Gardens, e nos suburbios tem o Greenwich Park, Bushy Park e o Richmond Park. Portanto, opções ao ar livre não faltarão.
Muitos pubs são à beira do rio Tâmisa, com mesas ao ar livre.

Para previsões atualizadas, visite The Weather Channel (dê F5)


flores por toda a cidade


South Bank - eventos ao ar livre



Hyde Park


escolha o seu lugar


Londres é cinza!?!




uma porta qualquer

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Buenos Aires: como telefonar para o Brasil

Existem várias opções para ligar de Buenos Aires para o Brasil. Desde ligações a cobrar de seu hotel - que normalmente são caras -, até utilizar os locutorios que são pequenas lojas com cabines telefônicas de onde você liga e após paga no caixa.

Mas sem dúvida alguma, a melhor opção é comprar uma  tarjeta telefónica prepaga, ou seja, um cartão telefônico pré-pago.
Onde comprá-lo? Nos kioscos (bancas de revistas ou pequenas lojas que vendem guloseimas). Também, em farmácias, como por exemplo a Farmacity que tem em toda a cidade.

O cartão abaixo, comprei na Farmacity no valor de A$ 15 (pesos). Existem também de outros valores.

Como utilizá-lo? Num telefone público ou no do seu hotel, você vai digitar o n.º Marque: 0822-345-1022. Depois você terá que digitar o n.º do PIN, naturalmente você tem que raspar para ler. Neste caso o n.º é 6747635813. Após isto você terá o sinal para digitar. Para chamadas para o Brasil digite 00+ 55 + DDD da cidade + número desejado.
Por exemplo, para Curitiba:  00 55 41 3231 3698.

Quanto tempo posso falar? Neste cartão de A$15 (menos de R$7) você poderá falar mais de 80 minutos para telefone fixo. Mas sempre há uma mensagem informando quanto você tem de valor e  minutos disponíveis.




Buenos Aires: Teatro Colón

Em 1991, na reabertura do Teatro Colón, o tenor Luciano Pavarotti declarou "Este teatro tem um grande defeito. Sua acústica e sonoridade são simplesmentes perfeitos", isto quer dizer, qualquer erro, o mínimo que seja, será percebido.

 No atual endereço, foi inaugurado 25 de maio de 1908, sendo que passou por processo de restauração entre 2006 à 2011. É considerado como um dos cinco teatros com melhor acústica do mundo.

Ele está aberto, agora, para visitas guiadas. Estas visitas são em inglês ou espanhol e custam, para não argentinos, A$ 60 pesos. Veja aqui  mais detalhes. 
Caso você tenha realmente interesse em visitá-lo, minha sugestão é que veja a programação primeiro dos concertos e apresentações, pois alguns lugares do teatro saem mais baratos que o preço da visita guiada.
O endereço é Tucumán, 1171 (Pasaje de Carruajes).


Teatro Colón


detalhes da fachada

 preço da visita é A$ 60, para Filarmónica de Buenos Aires
você encontrará ingressos por A$ 10


hall de entrada


capacidade de 2.478 lugares sentados e lá em cima,
no "paraíso" como eles dizem, para mais 500 pessoas em pé



cúpula, trabalho do pintor argentino Raúl Soldi (1966)