quarta-feira, 24 de abril de 2013

New York City: onde comer

Este post além de lhe dar ótimas dicas onde comer em New York,  fará um relato do nível atingido pela a "fast food industry" nos Estados Unidos, que tem como um dos expoentes máximos a cidade de New York. Antes da minha viagem eu fiz um levantamento, não exaustivo, do mais representativo da  fast food na Big Apple.

A seguir são listados os restaurantes visitados baseados nos tipos de comidas ofertadas. Clicando nos links você terá maiores informações sobre eles.

Para começar, nada mais americano do que o hamburger.  Se você pesquisar no Google por "the best hamburger in New York", você encontrará diversas listas com as suas preferências, mas com certeza sempre estarão alguns dos restaurantes citados a seguir. E provavelmente você terá também o seu favorito, não somente para hamburgueres, mas para os outros tipos de comida.  Eu visitei, e provei, esta iguaria yankee nos seguintes restaurantes: Corner Bistro, Five Guys, Shake Shack, Nathan's, PG Clarke's, Five Napkins, Wendy's e Burger Joint.

Hot dogs  é no Crif Dogs e Papaya King.

Para o sanduíche de pastrami, eu fui atrás do mais famoso: Katz's. No Chinatown, numa experiência surreal, eu conheci o dim sum  do restaurante Jin Fong. O Philly Cheesesteak  é encontrado no Carl's Steaks.

O melhor cheesecake  fica no Junior's. Os famosos cupcakes são encontrados na Magnolia Bakery, Crumbs e na Baked by Melissa. Para as melhores pizzas , visitei o Grimaldi's, Lombardi's e o Joe's Pizza.

Bagels  é no Murray Bagels. Doughnuts  é no Doughnut Plant. Para saladas e wraps no incrível Just Salad . E para Chili's Bolws vá ao Dallas BBQ.

Não poderia ficar de fora este que um dos mais cultuados sanduíches do momento em NY, o vietnamita Bánh Mì.

Naturalmente as comidas de rua, os famosos food trucks, são um capítulo a parte e terão uma abordagem única.

Um ponto importante quando se come num restaurante é o pagamento da gorjeta, veja aqui, detalhes da sua conta.

Para finalizar, mas não menos importante, e certamente muitas vezes mais baratos, são os supermercados , onde você poderá comprar a sua comida.

Veja que estas sugestões são apenas a ponta do iceberg do que New York pode ofertar. O interessante desta história toda é descobrir lugares novos para comer, e com certeza comidas novas também. Há vários sites que nos dão muitas dicas. Neste link , algumas indicações e um exemplo prático de um restaurantes encontrado após uma pequena pesquisa e ler algumas reviews -um 'restaurante' chinês para comer um dos melhores e mais baratos dumplings de NY.

Algumas considerações:

Uma das visões mais impressionante da cidade de New York é a quantidade de restaurantes pelas ruas da cidade - algo absurdo. Tentei investigar um pouco mais e descobri dados realmente interessantes.

The Health Department (a Saúde Pública deles) inspeciona 24.000 restaurantes por ano, dando-lhes uma pontuação que irá determinar, do melhor para o pior, qual será a classificação de cada um, A, B ou C. Esta classificação é baseada fatores tais como: desde o armazenamento da comida na temperatura correta, servir uma salada somente após lavá-la e o nível de limpeza dos utensílios de cozinha, entre muito outros. Para você ter uma idéia restaurantes famosos também ganham classificações nada desejáveis. O restaurante do bluesman B.B .King, B.B. King Blues Club Grill foi agraciado com um B.
Alguns restaurantes para disfarçar que ganharam um B, utilizam o seguinte artifício - completam com algumas letras, após a classificação do restaurante, formando assim uma palavra. Um restaurante ganhou um B e assim indicou em sua vitrine: BEST. De best somente a cara de pau do dono.

Se este assunto lhe interessou eu lhe recomendo o ótimo livro Fast Food Nation: The Dark Side of All-American Meal de Eric Schlosser , que embora tenha sido escrito em 2001, com um posfácio do autor em 2011, ainda é muito atual. Com certeza, após lê-lo, você terá uma visão diferente deste mundo do fast-food. Este livro que ficou entre os 100 melhores livros de não-ficção do New York Times.

Abaixo algumas informações que você encontrará nele:
- como tudo começou, deste um carrinho de hot dog a redes mundiais.
- o maior lucro do McDonald's não vem dos Big Macs, mas sim do aluguel de imóveis.
- a  manipulação das crianças para tornarem-se clientes fiéis, inclusive com contratos do Burger King e Pizza Hut com escolas.
- Por que a batatinha é tão boa? A manipulação química dos alimentos - cheiros e gostos.
- o efeito nocivo da fast-food, não apenas obesidade, diabetes, etc -, mas nas condições de trabalho absurdas nos restaurantes, abatedouros e frigoríficos.
- a exploração da mão-de-obra barata dos imigrantes e a grandes corporações destruindo as pequenas empresas.
- não queira saber como é a carne que você come.
- a influência da fast food e da cultura americana na sua vida aqui no Brasil.

Quem escolhe o tamanho da bebida que você compra?





B para B.B. King