quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Buenos Aires: Museu Evita

Maria Eva Duarte de Perón, ou simplesmente Evita,  foi a segunda mulher do Presidente Juan Perón - tornou-se Jefa Espiritual de la Nación.

A história de sua vida é riquíssima e nos apresenta um panorama fascinante e complexo. De atriz pobre à primeira-dama da Argentina, esta figura suave e frágil fazia discursos acalorados e emocionantes em defesa dos mais pobres, ou como ela dizia, dos descamisados. Lutou pelo voto feminino, pelos trabalhadores e criou a Fundación Eva Perón.

Mas tem, também, o outro lado da história.  No wikipedia em inglês há alegações de ligações dela (e o marido) com facistas e nazistas. Na versão em português do wikipedia há acusações de Evita ter, direta ou indiretamente, mandado castrar os adversários políticos de seu marido Perón.

Evita morreu aos 33 anos e tornou-se um ícone na Argentina.


Não confunda Eva Perón, Evita, com Isabel Perón, Isabelita, que foi a terceira mulher de Perón, e tornou-se a primeira mulher presidente de um país no hemisfério ocidental.

No Museo Evita, você encontrará boa parte desta história - vestidos, cartas, documentos, contratos de trabalho, posters de propaganda, fotos, gravações e filmes da época. O local do museu era a sede do Hogar de Tránsito n.º 2 - destinado a hospedar mulheres necessitadas com filhos que se mudavam para Buenos Aires em busca de emprego.

Dica final, não deixe o local antes de passar pelo restaurante/café do museu, ótima comida num ambiente muito agradável.


entrada



documentos, revistas, vestidos ...



... e mais vestidos



gravações da época



video
parte de filme, em exibição no museu - funeral



comida para os necessitados



pátio interno



restaurante/café



espetinho suíno com maionese de menta



torta de banana com sorvete de creme



mesas ao ar-livre


Nenhum comentário:

Postar um comentário